Sobre mim

Olá! Meu nome é Talitha Krenk. Sou paraibana de João Pessoa (PB), mas sou filha de uma cearense e um mineiro. Morei grande parte da minha infância na cidade de Governador Valadares (MG). Aos 9 anos retornei à João Pessoa quando os meus pais se divorciaram. Morei em João Pessoa até o dia do meu casamento, quando então, comecei a residir em Indianapolis (IN).

Quando criança,  trabalhei como modelo fotográfica em Minas Gerais, e dos 11 aos 13 anos na TV Correio, afiliada da Rede Record na Paraíba onde fazia parte do casting de um programa infantil chamado Clube do Palhaço Pipokinha.

Como estudante, sempre fui apaixonada pela língua portuguesa. Lia e escrevia bastante. Sempre fui uma criança e adolescente que amava estudar. E aprendi desde cedo que os estudos seriam o caminho para que eu realizasse meus sonhos.

No Brasil, sou inscrita na OAB/PB. Cursei Direito no Centro Universitário de João Pessoa. Fiz Pós-Graduação em Prática Judicante pela UEPB. E trabalhei por quase 4 (quatro) anos como servidora do Ministério Público da Paraíba, onde fui lotada na Promotoria de Execuções Penais de João Pessoa.

Sou filha de uma advogada. E ela foi a meu maior exemplo de amor e generosidade na profissão. Minha mãe sempre lutou pela inclusão e respeito às mulheres na carreira jurídica


Em 2016, eu me casei com o Christian, que é americano. Nos conhecemos durante a Copa do Mundo de 2014 que foi realizada no Brasil. Namoramos à distância por 2 anos. E nos casamos no dia 27 de Maio de 2016, na Igreja de São Francisco em João Pessoa. O Christian é formado em Química e Farmácia e foi o grande responsável por me incentivar a cursar Direito da Saúde nos Estados Unidos. 
Também tenho um Maltês chamado Brownie. O nome é um pouco engraçado porque ele é branco, mas Brownie significa marrom. O nome foi escolhido, pois Brownie é a nossa sobremesa favorita.



Sou Mestre em Direito da Saúde, Políticas e Bioética pela Indiana University Robert H. McKinney School of Law. Durante o mestrado, fui Presidente da Associação de Mestrandos da universidade e ganhei o prêmio Elite 50,.

Atualmente, sou estudante do Juris Doctor, que nada mais é que o curso de Direito Americano. 


Quando cheguei aos Estados Unidos, tive muita dificuldade em achar informações sobre como estudar Direito nos EUA. Desde então, nas minhas redes sociais, ensino as pessoas que estudar no exterior pode ser possível sim. E que nem todo imigrante é limitado. 

Nos EUA, já fui Assistente de Pesquisa de um Professor Americano, já fui mentora de crianças em um Programa do Governo Federal Americano e já trabalhei como Analista da Procuradoria Geral do Estado de Indiana. Hoje, trabalho para uma empresa Suíça que me permite conciliar a minha rotina de estudos e trabalho. 

Estou no caminho da obtenção da minha licença para ser Advogada nos EUA. Infelizmente, tive que recomeçar tudo do zero. Mas, estou muito feliz na universidade.  

Morar nos Estados Unidos ainda é um desafio diário. Sinto muitas saudades da minha cidade e das praias. Sinto falta do cheiro de mar, do céu azul. Mas, sou grata por ter a experiência de morar em um outro país e conhecer novas culturas.





Nenhum comentário